+ 86 (1360) 2568149 info@phcoker.com
Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano
IQ Option Guides Uncategorized

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

Visão geral da imunoglobulina

Imunoglobulina (um anticorpo), é uma molécula de glicoproteína produzida pelos glóbulos brancos. Os anticorpos das imunoglobulinas desempenham um papel crucial na detecção e ligação a certos antígenos, como bactérias e vírus. Esses anticorpos também contribuem para a destruição desses antígenos. Como tal, eles formam um componente essencial da resposta imune.

Existem cinco tipos principais de imunoglobulina em mamíferos placentários, dependendo da variabilidade da sequência de aminoácidos exibida na região constante da cadeia pesada do anticorpo. Eles incluem anticorpos IgA, IgD, IgE, IgG e IgM. Cada um desses tipos de anticorpos possui uma estrutura distinta, portanto, uma função e resposta únicas aos antígenos.

Os anticorpos IgA estão localizados principalmente em áreas corporais altamente sensíveis, expostas a substâncias estranhas externas. Essas áreas incluem nariz, via aérea, trato digestivo, vagina, orelhas e superfície dos olhos. saliva, lágrimas e sangue também contêm anticorpos IgA

Por outro lado, os anticorpos IgG estão presentes em qualquer fluido corporal. Os anticorpos IgM são encontrados exclusivamente no sangue e o fluido linfático.

Os anticorpos IgE estão localizados dentro dos pulmões, pele e membranas mucosas. Por fim, os anticorpos IgD são encontrados nos tecidos da barriga e do peito.

Aqui, vamos nos concentrar em IgG.

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

O que é imunoglobulina G (IgG)?

Imunoglobulina G (IgG) é um monômero; o tipo mais simples de anticorpo no soro humano. Além disso, representando 75% de toda a imunoglobulina em um corpo humano, é o tipo predominante de imunoglobulina em humanos.

Os glóbulos brancos liberam anticorpos IgG na forma de uma resposta imune secundária para combater antígenos. Devido à sua predominância no corpo humano e à grande especificidade de antígenos, a IgG tem sido de grande utilidade em estudos imunológicos e diagnósticos científicos. É usado como um anticorpo padrão em ambas as áreas.

Geralmente, IgG são glicoproteínas, cada uma compreendendo quatro cadeias polipeptídicas com duas cópias semelhantes de cada um dos dois tipos de cadeia polipeptídica. Os dois tipos de cadeia polipeptídica são leves (L) e pesados, gama (γ). Os dois estão conectados por ligações dissulfeto, bem como forças não covalentes.

A diferença entre as moléculas de imunoglobulina G ocorre em termos de sua sequência de aminoácidos. No entanto, dentro de cada molécula de IgG individual, as duas cadeias L são indiferentes, o mesmo caso das cadeias H.

O principal papel de uma molécula de IgG é criar uma comoção entre os sistemas efetores de um corpo humano e um antígeno.

Quantas subclasses contém a imunoglobulina G (IgG)?

A imunoglobulina G (IgG) contém quatro subclasses que diferem em termos de número de ligações dissulfeto, bem como o comprimento e a flexibilidade da região de dobradiça. Essas subclasses incluem IgG 1, IgG 2, IgG 3 e IgG 4.

  • IgG 1

IgG1 representa aproximadamente 60 a 65% de toda a IgG principal. Em outras palavras, é o isótopo mais comum no soro humano. Notavelmente, essa classe de imunoglobulina é rica em anticorpos que ajudam a combater proteínas e antígenos polipeptídicos prejudiciais. Um exemplo das proteínas que a IgG 1 neutraliza é a difteria, as toxinas das bactérias tetânicas e as proteínas virais.

Os recém-nascidos têm um nível mensurável de resposta imune à IgG1. É durante a fase da infância que a resposta atinge sua concentração normal. Caso contrário, a falha em atingir a concentração nesse estágio é uma indicação de que a criança pode estar sofrendo de hipogamaglobulinemia, um distúrbio imunológico que ocorre como resultado de níveis insuficientes de todos os tipos de gamaglobulina.

  • IgG 2

subclasse 2 de imunoglobulina g fica em segundo lugar em termos dos isótopos mais comuns no soro humano. É responsável por cerca de 20 a 25% da imunoglobulina G. O papel da subclasse 2 da imunoglobulina g é ajudar o sistema imunológico a combater antígenos de polissacarídeos como Estreptococo pneumoniae or Haemophilus influenzae.

Uma criança atinge a concentração normal de "Adulto" da subclasse 2 de imunoglobulina g quando completa seis ou sete anos de idade. A deficiência de IgG2 é caracterizada por infecções freqüentes do sistema respiratório e é predominante entre os bebês.

  • IgG 3

Da mesma forma, para IgG 1, os isótopos de imunoglobulina G pertencentes à subclasse IgG3 são ricos em anticorpos. Esses anticorpos ajudam a resposta imune a superar os antígenos de proteínas e polipeptídeos prejudiciais no corpo humano.

5% a 10% do total de IgG no corpo humano são do tipo IgG3. No entanto, embora sejam menos predominantes em comparação com IgG1, algumas vezes IgG3 têm uma afinidade maior.

(4) IgG 4

A porcentagem de IgG 4 do total de IgG é normalmente abaixo de 4%. Também é importante notar que esta subclasse de imunoglobulina G está disponível em níveis extremamente baixos entre crianças com menos de 10 anos. Portanto, o diagnóstico de deficiência de imunoglobulina subclasse 4 só pode ser possível para crianças com pelo menos dez anos e adultos .

No entanto, os cientistas ainda não foram capazes de identificar a função exata da subclasse 4. da imunoglobulina g. Inicialmente, os cientistas associaram a deficiência de IgG4 a alergias alimentares.

No entanto, um estudo feito recentemente mostra que pacientes com pancreatite esclerosante, pneumonia intersticial ou colangite apresentavam altos níveis séricos de IgG4. Portanto, os resultados da pesquisa deixaram confusos sobre o papel exato da subclasse 4 de imunoglobulina g.

As imunoglobulinas que compartilham a mesma subclasse têm aproximadamente 90% de similaridade em homologia, sem considerar suas regiões flexíveis. Por outro lado, aqueles que pertencem a diferentes subclasses compartilham apenas 60% de similaridade. Mas, geralmente, os níveis de concentração de todas as quatro subclasses de IgG mudam com a idade.

Funções e benefícios da imunoglobulina G (Igg)

Os anticorpos IgG desempenham um papel crucial na resposta imune secundária, uma vez que o anticorpo IgM cuida da resposta primária. Especificamente, o anticorpo da imunoglobulina g evita infecções e toxinas do corpo, ligando patógenos como vírus, bactérias e fungos.

Embora seja o menor anticorpo, é o mais abundante no corpo de um mamífero, incluindo o humano. é responsável por até 80% de todos os anticorpos presentes no corpo humano.

Devido à sua estrutura simples, a IgG é capaz de penetrar na placenta humana. De fato, nenhuma outra classe de Ig pode fazer isso, graças às suas estruturas complexas. Como tal, desempenha um papel muito importante na proteção de um recém-nascido durante os meses iniciais da concepção. Este é um dos principais benefícios da imunoglobulina g.

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

As moléculas de IgG reagem com os receptores Fcγ presentes nas superfícies dos macrófagos, neutrófilos e células matadoras naturais, tornando-os impotentes. Além disso, as moléculas têm a capacidade de estimular o sistema de complemento.

O sistema complemento faz parte do sistema imunológico e seu papel principal é aumentar a capacidade de anticorpos e células fagocíticas para remover micróbios e células lesadas de um corpo humano. O sistema também melhora a capacidade dos anticorpos e das células de destruir a membrana celular dos patógenos e inflamar os mesmos. Este é outro dos benefícios da imunoglobulina g.

Seu corpo produz anticorpos da imunoglobulina g em uma resposta atrasada para conter uma infecção. O corpo pode reter esse anticorpo por um período prolongado para ajudar não apenas a combater os patógenos responsáveis ​​pela infecção, mas também a remover os destruídos do seu sistema.

Devido à alta resistência sérica, os IgG são os anticorpos mais eficazes para a imunização passiva. Como tal, a IgG é principalmente uma indicação de que você teve uma infecção ou vacinação recentemente.

Usos e aplicação de pó de IgG

Pó de IgG é um suplemento alimentar refinado que serve como uma rica fonte de imunoglobulina G (IgG). Ele oferece a maior concentração de IgG para ajudar seu corpo a ter uma resposta imune robusta, especialmente se você tiver problemas freqüentes e substanciais relacionados a alérgenos.

Um dos principais ingredientes do pó de IgG é o colostro bovino, que fornece uma gama completa de imunoglobulinas que ocorrem naturalmente. Essas imunoglobulinas são específicas para vários anticorpos humanos, incluindo imunoglobulina G (IgG). Portanto, a imunoglobulina g colostro é um meio eficaz de aumentar a imunidade do corpo humano para combater doenças.

Com a imunoglobulina g colostro como seu principal componente, o pó de IgG pode fornecer até 2,000 mg de IgG por porção. O pó também fornecerá ao seu corpo proteínas (4 g por porção)

Particularmente, a imunoglobulina g colostro no pó foi testada e comprovadamente ajuda as pessoas a manter um forte sistema imunológico intestinal. Consegue isso ligando uma vasta gama de micróbios e toxinas localizados no lúmen intestinal.

Portanto, os benefícios da imunoglobulina g incluem:

  • Modulação imune melhorada
  • Barreira imune (GI) mais forte
  • Manutenção normal do equilíbrio inflamatório
  • Apoio à saúde imunológica do recém-nascido
  • Aumento da imunidade da mucosa, graças ao fornecimento concentrado de imunoglobulina não alergênico
  • Manutenção da balança microbiana

Uso sugerido

Não existe uma dose exata de pó de IgG que seja cientificamente comprovada como ideal. No entanto, especialistas em saúde sugerem que uma ou várias colheres de pó por dia são boas. Adicione o pó de IgG a 4 onças de água / sua bebida favorita ou conforme recomendado pelo seu médico.

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

Deficiência de imunoglobulina G (Igg)

An Deficiência de imunoglobulina G (IgG) refere-se a uma condição de saúde caracterizada por produção insuficiente de imunoglobulina G pelo organismo. Quando uma pessoa tem deficiência de IgG, ela tem um risco aumentado de contrair infecções porque seu sistema imunológico é fraco.

Infelizmente, a deficiência de imunoglobulina g pode afetá-lo em qualquer momento da sua vida, nenhuma idade é isenta dessa condição.

Ninguém conseguiu identificar a causa exata da deficiência de imunoglobulina g. No entanto, suspeita-se que isso tenha algo a ver com genética. Além disso, especialistas médicos acreditam que existem alguns medicamentos e condições médicas que podem causar deficiência de IgG.

O diagnóstico da deficiência de imunoglobulina g começa com um exame de sangue para avaliar os níveis de imunoglobulina. Em seguida, outros testes complexos envolvendo a medição do nível de anticorpos para avaliar a resposta do corpo a determinadas vacinas são conduzidos em um indivíduo com suspeita de ter a doença.

Sintomas de deficiência de imunoglobulina G

Uma pessoa com deficiência de imunoglobulina g provavelmente exibirá os seguintes sintomas:

  • Infecções respiratórias, como infecções sinusal
  • Infecções do sistema digestivo
  • Infecções de ouvido
  • Infecções que causam dor de garganta
  • Pneumonia
  • Bronquite
  • infecções graves e possivelmente fatais (em casos raros)

Em alguns casos, as infecções acima podem interferir nas funções normais das vias aéreas e do pulmão. Como resultado, as vítimas experimentam dificuldades respiratórias.

Outro ponto a ser observado sobre essas infecções causadas pela deficiência de IgG é que elas podem atacar até pessoas que foram vacinadas contra pneumonia e gripe.

Como tratar uma deficiência de IgG?

O tratamento da deficiência de IgG tem abordagens diferentes, cada uma dependendo da gravidade dos sintomas e infecções. Se os sintomas forem leves, o que significa que eles impedem que você continue suas atividades / tarefas regulares, o tratamento imediato pode ser suficiente.

No entanto, se as infecções forem graves e frequentes, o tratamento em andamento pode ser a melhor solução. Este regime de tratamento a longo prazo pode envolver a ingestão diária de antibióticos para combater as infecções.

Em casos graves, a terapia com imunoglobulina pode ser útil.

A terapia ajuda a impulsionar o sistema imunológico, ajudando assim o corpo a combater melhor as infecções. Envolve a injeção de uma mistura de anticorpos (imunoglobulinas) ou uma solução sob a pele do paciente, no músculo ou nos nervos.

O uso de pó de IgG também pode ver alguém se recuperar da deficiência de IgG.

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

Efeitos colaterais da imunoglobulina G

Após uma terapia com imunoglobulina, é provável que seu corpo reaja adversamente à imunoglobulina g.

Os efeitos colaterais mais comuns da imunoglobulina g incluem:

  • Batimentos cardíacos rápidos
  • Dor de ouvido
  • Febre
  • Tosse
  • Diarréia
  • Tontura
  • Dor de cabeça
  • Juntas dolorosas
  • Fraqueza corporal
  • Dor no local da injeção
  • Irritação na garganta
  • vómitos
  • Os efeitos colaterais pouco frequentes da imunoglobulina g incluem:
  • Dificuldade respiratória
  • Sibilos
  • mal-estar
  • Cólicas

Quando a IgG da imunoglobulina é muito alta

Muito alto IgG podem ser observados níveis no lúpus eritematoso sistêmico, veia porta atrófica, cirrose, hepatite ativa crônica, artrite reumatoide, endocardite bacteriana subaguda, mieloma múltiplo, linfoma não Hodgkin, hepatite, cirrose e mononucleose.

O nível extremamente elevado de imunoglobulina IgG também pode ser observado em IgG-, algumas infecções virais (como HIV e citomegalovírus), distúrbios das células plasmáticas, doença da gama globulina monoclonal IgG e doença hepática.

Quando a IgG da imunoglobulina é muito baixa

níveis baixos de imunoglobulina g colocam a pessoa em maior risco de desenvolver infecções repetidas. níveis baixos de imunoglobulina g podem ser observados na deficiência de anticorpos, síndrome de imunodeficiência, mieloma múltiplo não IgG, doença da cadeia pesada, doença da cadeia leve ou síndrome nefrótica.

Os níveis extremamente baixos do anticorpo também podem ser notados em certos tipos de leucemia, lesões graves por queimadura, eczema alérgico, doença renal, sepse, desnutrição, pênfigo, tônico muscular e desnutrição.

Quando a imunoglobulina IgG é positiva

Se o imunoglobulina IgG é positiva para um antígeno de infecção como o Covid-19 ou a dengue, é uma indicação de que a pessoa sob o teste pode ter sido infectada com o vírus associado nas últimas semanas. Além disso, o resultado positivo da imunoglobulina g mostra a possibilidade de a pessoa ter recebido uma vacina recentemente para protegê-la do vírus.

Portanto, o resultado positivo da imunoglobulina g é uma indicação de risco aumentado de uma pessoa para uma infecção relacionada ao antígeno que contribui para o teste positivo. Isso ocorre principalmente se o resultado positivo não for o resultado de uma vacina.

Por quê Is Imunoglobulina G (Igg) Indispensável nas atividades da vida?

A imunoglobulina G (IgG) é indispensável nas atividades da vida, pois desempenha o papel mais importante em manter as pessoas saudáveis ​​e capazes de prosseguir com suas atividades da vida em comparação com outras imunoglobulinas.

Notavelmente, os anticorpos IgG estão presentes em todos os fluidos corporais, como lágrimas, urina, sangue, corrimento vaginal e similares. Considerando isso, não é surpresa que eles sejam os anticorpos mais comuns, respondendo por 75% a 80% de todo o número de anticorpos no corpo humano.

Os anticorpos protegem as partes / órgãos do corpo que estão em contato com esses fluidos contra infecções bacterianas e virais. Portanto, sem ou com níveis insuficientes de IgG, talvez você não consiga comparecer satisfatoriamente às atividades da sua vida cotidiana devido a infecções recorrentes.

Além disso, a IgG é crucial para a reprodução humana. Sendo o menor de todos os anticorpos e com uma estrutura muito simples, é o único anticorpo que pode penetrar na placenta em uma mulher grávida. Portanto, é o único anticorpo que pode proteger um feto de infecções virais e bacterianas. Sem ele, muitas crianças não nascidas correm alto risco de desenvolver várias condições de saúde, algumas das quais podem ser fatais ou ao longo da vida.

Is Existe alguma interoperabilidade entre imunoglobulina G E lactoferrina?

Tanto a imunoglobulina G quanto a lactoferrina são componentes naturais essenciais do leite bovino (de humanos e vacas). Assim como a imunoglobulina G, os estudos mostram que a lactoferrina também está envolvida em várias funções protetoras no corpo humano.

Ajuda o corpo a combater microorganismos patogênicos, como infecções bacterianas, virais e fúngicas. Em outras palavras, aumenta a função imunológica do corpo humano. Assim, os suplementos de lactoferrina podem complementar o pó da imunoglobulina G nessa função.

No entanto, a lactoferrina tem uma função adicional; ligação e transporte de ferro.

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

Mais Informações sobre imunoglobulinas

Quando testar imunoglobulinas?

Em algum momento, seu médico pode recomendar que você se submeta a um teste de imunoglobulina, especialmente se suspeitar de níveis muito baixos ou extremamente altos de imunoglobulina. O teste visa estabelecer o nível (quantidade) de imunoglobulina no seu corpo.

Principalmente, um teste de imunoglobulina é recomendado se você tiver:

  • Infecções recorrentes, especialmente infecções de seio, pulmão, estômago ou intestino
  • Diarréia persistente / crônica
  • Misteriosa perda de peso
  • Febres misteriosas
  • erupções cutâneas
  • reações alérgicas graves
  • HIV / AIDS
  • Mieloma múltiplo
  • História de imunodeficiência familiar

O seu médico também pode achar recomendável recomendar um teste de imunoglobulina para você se você ficou doente após a viagem.

você usa

Um exame de sangue de imunoglobulinas é usado para auxiliar no diagnóstico de várias condições de saúde, como:

  • Infecções bacterianas e virais
  • Imunodeficiência: Esta é uma condição caracterizada por uma capacidade reduzida do corpo humano para combater doenças e infecções
  • distúrbios auto-imunes como artrite reumatóide e lúpus
  • tipos de câncer como mieloma múltiplo
  • Infecções do bebê recém-nascido

Como o teste é realizado?

Qual o papel da imunoglobulina G (Igg) no corpo humano?

Esse teste geralmente envolve a medição dos três tipos mais prevalentes de imunoglobulina; IgA, IgG e IgM. Os três são medidos em conjunto para dar ao seu médico uma imagem da eficácia de sua resposta imune.

Sua amostra de sangue será a amostra para este teste. Portanto, um técnico de laboratório penetrará uma agulha em uma seção do braço para alcançar uma das veias subjacentes. Em seguida, o técnico permite que o sangue seja coletado no tubo ou frasco conectado à agulha.

Como alternativa, o médico pode optar por usar uma amostra do seu líquido cefalorraquidiano (LCR) em vez de sangue para o teste. Para esclarecimento, o líquido cefalorraquidiano é o líquido que envolve a medula espinhal e o cérebro de uma pessoa. Seu técnico usará um procedimento chamado punção lombar para extrair o líquido da coluna.

A extração da amostra de fluido pode ser bastante dolorosa. No entanto, os especialistas envolvidos em tais procedimentos anestesia local para tornar o local do corpo afetado insensível à dor. Portanto, a primeira coisa que seu técnico de laboratório fará é injetar um medicamento anestésico nas costas para amortecer toda a dor.

Então, o especialista em laboratório pedirá que você se deite de lado em uma mesa e, em seguida, puxe os joelhos para o teste. Como alternativa, você pode ser solicitado a sentar na mesa. Quando você estiver em uma das duas posições, o técnico poderá localizar as duas vértebras da coluna inferior.

O que se segue é que o técnico irá inserir uma agulha oca no meio da terceira e quarta vértebras lombares. Então, uma pequena quantidade de seu líquido cefalorraquidiano será coletada na agulha oca. Após alguns segundos, o técnico puxará a agulha junto com o fluido coletado dentro dela.

Finalmente, a amostra de fluido será colocada em um kit de detecção específico de imunoglobulina para teste.

Palavras finais

A imunoglobulina G (IgG) está entre outras importantes imunoglobulinas no corpo humano. Outros são IgA, IgD, IgE, bem como IgM. No entanto, dos quatro tipos de imunoglobulinas, a IgG é a menor, mas a mais comum e importante no organismo. Está presente em qualquer fluido corporal para apoiar o sistema imunológico na luta contra patógenos (bactérias e vírus).

Um nível muito baixo ou alto de imunoglobulina G faz mal à sua saúde. No caso de uma deficiência de imunoglobulina g, um Comprar pó de IgG e o uso pode ser um passo para sua recuperação.

caso

  • Saadoun, S., Waters, P., Bell, BA, Vincent, A., Verkman, AS e Papadopoulos, MC (2010). A injeção intra-cerebral de neuromielite óptica imunoglobulina G e complemento humano produz lesões de neuromielite óptica em camundongos. Cérebro, 133(2), 349-361.
  • Marignier, R., Nicolle, A., Watrin, C., Touret, M., Cavagna, S., Varrin-Doyer, M., ... & Giraudon, P. (2010). Os oligodendrócitos são danificados pela imunoglobulina G da neuromielite óptica por lesão de astrócitos. Cérebro, 133(9), 2578-2591.
  • Berger, M., Murphy, E., Riley, P., & Bergman, GE (2010). Melhor qualidade de vida, níveis de imunoglobulina G e taxas de infecção em pacientes com doenças primárias de imunodeficiência durante o autotratamento com imunoglobulina subcutânea G. Revista médica do sul, 103(9), 856-863.
  • Radosevich, M., & Burnouf, T. (2010). Imunoglobulina G intravenosa: tendências nos métodos de produção, controle de qualidade e garantia de qualidade. Vox sanguinis, 98(1), 12-28.
  • Fehlings, MG, & Nguyen, DH (2010). Imunoglobulina G: um tratamento potencial para atenuar a neuroinflamação após lesão medular. Jornal de imunologia clínica, 30(1), 109-112.
  • Bereli, N., ener, G., Altıntaş, EB, Yavuz, H. e Denizli, A. (2010). Grânulos de poli (metacrilato de glicidil) incorporados criogéis para depleção de afinidade pseudo-específica de albumina e imunoglobulina G. Ciência e Engenharia de Materiais: C, 30(2), 323-329.
Os peptídeos de ostra podem realmente melhorar a função masculina
IQ Option Guides Uncategorized

Os peptídeos de ostra podem realmente melhorar a função masculina?

1. Visão geral do Oyster
2. O que é o peptídeo Oyster?
3. Funções e benefícios do peptídeo ostra
4. Quais são as vantagens do peptídeo Oyster quando comparado com outros produtos de realce sexual?
5. Como tomar o peptídeo Oyster em pó? Dosagem de peptídeo de ostra?
6. Efeito colateral do peptídeo de ostra?
7. Aplicação de pó de peptídeo de ostra?
8. Palavras finais

Leia mais ...

A Shangke Chemical é uma empresa de alta tecnologia especializada em intermediários farmacêuticos ativos (APIs). Para controlar a qualidade durante a produção, um grande número de profissionais experientes, um equipamento de produção de primeira classe e laboratórios são os pontos-chave.

CONTATE-NOS